29.1.17

[Resenha] Noites em Florença - A Transformação de Raven

Autor (a): Sylvain Reynard
Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Lido em:  janeiro de 2017
Nº de Páginas: 480
Onde Comprar: SUBMARINO

 Florença, o berço do Renascimento. Um lugar culturalmente fervilhante, perfeito para quem quer esconder segredos ou está em busca de uma segunda chance. Como a doce Raven, que se muda para a cidade na tentativa de esquecer os traumas do passado e se dedicar à sua maior paixão: a restauração de pinturas renascentistas.
 Um dia, voltando para casa do trabalho na Galleria degli Uffizi, sua vida muda para sempre. Ao tentar evitar o espancamento de um sem-teto, Raven é atacada. Sua morte parece iminente, mas seus agressores são impedidos e brutalmente assassinados. Assustada e prestes a perder os sentidos, ela só consegue vislumbrar uma figura sombria que sussurra: Cassita Vulneratus.
 Ao despertar, Raven faz duas descobertas perturbadoras: uma semana se passou desde o ocorrido e ela se transformou por completo. Quando volta ao trabalho, mais uma surpresa: alguém conseguiu burlar o sofisticado sistema de segurança da galeria e roubar a inestimável coleção de ilustrações de Botticelli sobre A divina comédia.
 Em busca da verdade, Raven cairá diretamente nos braços do Príncipe de Florença – tão belo quanto poderoso, tão sedutor quanto maligno –, que lhe apresentará um submundo de seres perigosos e vingativos, cujas leis ela precisa aprender depressa se quiser se manter viva e salvar os que a cercam.
 A TRANSFORMAÇÃO DE RAVEN conta a história de Raven Wood, uma jovem que mudou de país por conta de um trauma ocorrido em sua adolescência. Sozinha, ela se estabeleceu em Florença e passou a trabalhar na Galleria degli Uffizi fazendo o que mais ama: restaurar obras de arte. ❤
 Raven não tem aquele típico corpo magro das protagonistas e nem aquele chamar de arrebatar todos os corações. Não. Ela é simplesmente uma pessoa normal que não chama atenção para si. Quer dizer, ela chama mas por conta do uso da sua bengala pois a mesma tem uma deficiência física em uma das pernas que lhe impossibilita andar retamente sem sentir uma dor forte no local.
 Ela vive uma vida tranquila e solitária, para os que gostam de sossego o dia-a-dia dela é invejável, mas ela não se sente muito feliz, sabemos que em seu interior a baixa-estima predomina e tenta a qualquer custo sugá-la para o fundo do poço.
 Numa noite, após sair sozinha de uma social com amigos ela vê um mendigo conhecido seu ser espancado por caras bêbados. Tendo o espírito de defender as pessoas, ela tenta afugentá-los mas acaba somente atraindo a atenção deles que a levam para um beco, agridem e a estupram. Raven só não tem a vida ceifada por causa de alguém que a salva e lhe deixa em sua casa sã, salva... e renovada.
 Raven acorda após uma semana e descobre que o seu corpo físico não é o mesmo, ficou magra, tem uma pele impecável, cabelo de dar inveja e a perna deficiente foi curada. Ela não consegue entender como ficou assim e parte em busca de respostas. E para piorar o quadro, a Galleria degli Uffizi sofreu um roubo e ela é uma suspeita por conta do sumiço. Mal ela sabe que um ser misterioso está por traz desse roubo e que o mesmo se encontra fascinado pela beleza de Raven.
 Foi bem interessante analisar como a personalidade da protagonista é tão humano e que o sentimento de identificação ocorre facilmente.
 Nessa nossa cultura onde a magreza, cabelo liso sem frizz e pele sem espinhas é cultuado como beleza, foi uma dádiva ter Raven quebrando esse padrão de beleza. O autor arrasou nesse quesito e todas as minhas críticas que formulava acabavam sendo desmanchadas por conta desse sentimento de identificação.
 O ser misterioso é o Príncipe e o mesmo é tão sensual que foi compreensível ver Raven cair no charme desse cara. Mas a sua insistência de tê-la quando ela nem mesmo o queria me incomodou demais, ela sim foi assedia mas o autor soube dar a volta por cima de uma maneira que a agressão foi perdoada (mas não esquecida).
 As cenas hot, presentes em peso, tiveram os seus momentos com linguajar chulo, mas foram criadas de maneira a sentir calor em seu leitor e não incomodo. Mas sinto que tal ferramenta poderia ter sido retirada pois a outra série do autor parece ter essa pegada, seria bom o mesmo brincar na maneira de criar os seus enredos ao invés de repetir uma formula já utilizada.
 A criação do romance é o ponto auto da obra, mas há muito perigo rondando os personagens. Existem criaturas que querem a qualquer custo ter o território de Florença e Príncipe não é alguém que vai ficar em silêncio vendo o seu domínio ser invadido e profanado.
 Foi muito bom poder ver mais intimamente a organização que Príncipe tem, ver como as fronteiras são utilizadas e como as criaturas são classificadas. Não posso revelar muito se não corto as respostas óbvias que o leitor cria no decorrer do texto.
 Não percebi furos no enredo, mas vi que tem muitas tensões para acontecer nos próximos livros da série que recebeu o título de NOITES EM FLORENÇA. Diferente do introdutório O PRÍNCIPE DAS SOMBRAS (leia a resenha clicando AQUI),  A TRANSFORMAÇÃO DE RAVEN respondeu a muito dos meus questionamentos. Só posso dizer que espero ler a continuação, não fervorosamente, mas espero.
 Com linguagem fluída, mas não marcante, Sylvain Reynard consegue te dominar e fazer devorar a obra em poucos dias, você fica postegando a leitura até o máximo!
 A obra física tem o mesmo padrão do livro introdutório, possuindo folhas amareladas, fonte das letras razoavelmente grandes e o tamanho dos capítulos são pequenos e simples. A capa infelizmente é feia e clichê.
 Para quem curte um romance misterioso com pitadas de erotismo, cenas de morte cruas, e seres sobrenaturais, A TRANSFORMAÇÃO DE RAVEN é a pedida recomendada de hoje.
 Até mais. 🌙

LEIA OUTROS POSTS:

32 comentários:

  1. Oi, Bruno!
    Que mistura de gêneros em um só livro! De início eu fiquei bem interessada na obra. Acabei de ler um livro policial que também tem a ver com arte e tem o romance bem presente. Gostei muito dele, então lendo a sinopse desse achei que poderia ter a mesma vibe. Parece ser um livro forte em alguns momentos, né?! Isso não me incomoda, não. Só não curto mesmo essa onda de livros hot...

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  2. É semppre muito bom quando um livro trás esteriotipos diferentes afinal de contas ninguém pode ser igual.
    Li esse livro quando foi lançado e me apaixonei por ele. Acho que a história tem bons elementos a ser discutido e a narrativa é um ponto alto.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Não conhecia essa série, mas achei a premissa interessante. Acho que, pela parte do mistério, deve prender muito a atenção do leitor.
    Mas essa onda de colocar cenas hot em tudo que é livro já está ficando um pouco cansativo. Concordo com você que seria interessante o autor usar outros recursos, ao invés de repetir essa mesma fórmula.
    De qualquer forma, adorei a resenha e o modo como você expressou sua opinião sobre o livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Gostei mais do livro anterior e do seguinte. Não que esse não seja bom, mas a Raven não me cativou tanto.
    O toque sobrenatural foi um diferencial , já que a trilogia de Sylvain Reynard,que já li , nada tinha disso.
    Gostei também das fontes escolhidas na diagramação. Mas não vi clichê na capa, já que tem a personagem que dá nome ao livro e ao fundo florença.
    bj

    ResponderExcluir
  5. Olá, Bruno!
    Com exceção da quebra de esteriótipo do físico da mulher, o enredo do livro não traz muitos elementos capazes de chamar minha atenção. Sobre as cenas eróticas, adoro quando elas têm o linguajar chulo...

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    De cara eu já gostei do livro! Primeiro, por ela não ser perfeita e segundo, por ter muitos mistérios e cara, eu amo isso. A única coisa que me deixo meio assim foi o hot, pois não sou muito chegada nisso. E como pelo o que você falou, tem bastante, talvez eu passe reto. Mas obrigada pela dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oiii
    O livro parece ter uma temática vampiresca... será que acertei?
    Não senti grandes interesses por ele, mas que bom que você gostou da leitura.

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  8. Essa fuga do padrão de beleza, me lembrou também A Maldição do Tigre, e isso que as autoras começam a trazer, é ótimo. Gostei bastante da trama, eu nunca li nada hot, mas fiquei intrigado por envolver o sobrenatural com hot... Parece ser uma ótima maneira de começar a conhecer o gênero, apesar de ser uma série, o que eu estou evitando.

    ResponderExcluir
  9. Olá Bruno, tudo bem?

    Cara, infelizmente não fiquei interessado na obra, eu vou passar dessa vez a sua dica literária. Parabéns pela resenha, ficou muito legal, curta e objetiva.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Oi Bruno, com certeza as características de Raven foram um diferencial e tanto nesta série. As cenas hot não me incomodaram, e confesso gostei mais destas do que as da série O Inferno de Gabriel
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  11. Oi, Bruno!

    Me interessei, de cara, pelo livro por causo do nome da personagem. Fiquei bem intrigada. Ela me conquistou ao você dizer que não é romanceada e idealizada. Mas fico com o pé atrás por causa do romance (sei lá, eu tô meio saturada de romances haha) e por causa das cenas de sexo (eu acredito que, sim, sexo vende, mas não significa que você, como autor, precisa usar desse recurso para vender seu livro). Entendo que a temática é mais adulta, mas aí tem outra coisa que também me incomoda: só pode ser adulta se tiver sexo no meio? Enfim, acho que tô ficando muito cricri ultimamente HAHA. Desculpa aí, haha.
    Mas, pra terminar, acho que o livro chama muita atenção e deve ser, sim, muito bom (só não sei se vou dar uma chance agora).

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Oiii... Que livro interessante.
    Acho legal essa "quebra do padrão de beleza", mas é uma pena que isso tenha acontecido só no início e Raven não ser tão feliz assim. Afinal, pelo que entendi o príncipe maligno só de apaixonou por ela depois da transformação... acho que esse padrão ai tinha que ter caído... rsrs

    ResponderExcluir
  13. Não sei como mas tenho a impressão de conhecer essa história, talvez uma outra resenha, mas bem, ela me conquistou de novo. Parece ser bem diferente das mocinhas de outros livros que são descritas como fenomenais e mesmo assim se acham feias.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá,

    Já li uma trilogia do autor e gostei bastante da escrita dele e de sua forma de criar e desenvolver personagens. Li comentários o suficiente para saber que no mínimo gostarei dessa história. Estou bem curiosa para iniciar essa leitura, mesmo com suas ressalvas em relação às cenas mais hot, que confesso se em demasia me desagrada um pouco. Enfim, espero ter a oportunidade de lê-lo logo.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Eu tenho curiosidade com esse livro e saber que a Raven foge dos padrões de hoje em dia, só me anima ainda mais para ler. Espero gostar de toda a série quando eu for ler.

    ResponderExcluir
  16. Hey Bruno, tudo bem?
    Já tinha visto esse livro em alguns lugares, mas sempre passei batida pela obra porque apesar da capa ser linda, o enredo do livro não me chamou a atenção. Que surpresa eu tive ao terminar de ler a sua resenha ansiando por esse livro. Um romance sobrenatural com uma pitada de humor e erotismo? Ameii

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Tenho muita vontade de ler a obra. A questão da quebra de padrão da aparência da protagonista me deixa ainda mais curiosa. Esta parece ser aquele tipo de história que envolve o leitor desde o início.
    Acredito que tem tudo para me agradar.
    Espero ler em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem?
    Amei a resenha, sou louca para ler esse livro, e sua resenha me deixou mais curiosa!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  19. Olá, já tinha visto esse livro, mas ainda não tinha ouvido falar, me interessou bastante, sua resenha foi muito esclarecedora, e me deixou muito curiosa para ler mais sobre ele...Bjs

    www.livrosemretalhos.com.br

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bem? Confesso que peguei birra com a escrita do autor desde que li Inferno de Gabriel e não gostei. Os personagens não me cativaram e acho que teria o mesmo efeito aqui também afinal temos um pequeno indicio de assédio. Enfim, pensarei melhor e quem sabe no futuro?! Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Oii tudo bem?

    Comecei a ler sua resenha e fui pensando o quanto o livro é impressionante, e diferente. Continuei lendo e apareceu aqueles comuns acontecimentos de histórias com personagens femininas como protagonistas. E terminou como aquele livro erótico, e eu não consigo ler livros assim, porque na maioria das vezes as vítimas dos livros são as mulheres, o que é engraçado porque a maioria é escrito por mulher. Então fiquei sem saber se dou ou não uma chance a ele.

    O bom de American Horror Story é que toda temporada pode surpreender os fãs. Algumas deixaram muito a desejar, como American Horror Story Coven. Mas outras temporadas compensaram, como American Horror History Freak Show.

    http://freetimenerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Bruno, muito boa a sua resenha, até o momento não tinha prestado atenção a esse livro, mas com os pontos de vc destacou ficou impossível deixar de ler. Dica anotada.

    ResponderExcluir
  23. Só pelo fato de a história se passar em Florença já é um ponto positivo para mim. Apesar disso, há alguns elementos no livro que não me agradam muito. Não aprecio muito livros com essa pegada mais erótica, salvo algumas exceções. Gostei muito da sua resenha, muito rica em detalhes.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  24. Olá, como vai?
    Amei essa sua resenha, vou procurar esse livro agora pra comprar.
    Preciso ler, esse livro tem tudo que eu gosto.
    Parabéns pela resenha e obrigada por compartilhar, assim pude saber de mais um livro do meu interesse.
    Beijo
    https://qadulta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Eu tenho um enorme problema com essa autora, mas a sua resenha me deixou animada com o livro. Acho que vou dar uma chance pra esses livros e ver o que vai acontecer, pela sua resenha eu acho que vou gostar. Obrigada pela resenha sincera.
    ps: Adorei a Raven, ela parece bem legal.
    www.euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  26. Olá!
    Gente, vou precisar ler essa série! Para quem curte um hit sobrenatural parece uma leitura obrigatória.
    Contudo, o que mais me interessou mesmo foi a Itália... Local perfeito para um enredo.
    Beijos!
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  27. bem,pra ser sincera não me encantei com essa premissa, só curti a ambientação e a questão da quebra de estereótipos que o autor cuidou em fazer com relação a aparência da protagonista... afora isso...passo a leitura...

    ResponderExcluir
  28. Gosto da escrita só Reynard, e apesar da história não ser uma daquelas arrebatadoras, suas referências faz a compensação para mim. Ainda não li esse livro mas pretendo começar a ler a série é ver como Reynard resolveu conduzir essa história.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  29. Olá!
    Ainda não li nada do autor, acredita? Mas o que mais me chamou a atenção na obra foi exatamente aquilo que você mais elogiou: a protagonista ser totalmente fora dos padrões de beleza. Simplesmente amei a sua resenha e fiquei bem curiosa para conferir a série também.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  30. Olá!!! Gostei bastante da sua resenha. É tão bom quando uma leitura nos surpreende. Vou anotar a indicação e ler assim que possível. Ótimo você compartilhar !!!
    bjoooooo

    ResponderExcluir
  31. ooooi Bruno!
    primeiro começo dizendo que: invejinha de Raven por morar em Florenca foi grande agora kkkkkkk eu já tinha visto esse livro na livraria, mas nunca tive a curiosidade de pegar e ler sua sinopse. Adorei a questão dos seres sobrenaturais (adoro) e fiquei curiosa para ver a desconstrução sobre a qual você disse que o autor disserta. Eu não curto muito séries com continuações da mesma história sabe? Isso me cansa um pouco.. mas fiquei doida para conhecer sobre esse príncipe misterioso. Eu posso começar pelo A Transformação ou preciso ir com Príncipe das Sombras primeiro?
    Acabou de aumentar minha lista de compras kkkkk

    ResponderExcluir
  32. Bruno, gostei desse livro por ele não ser do tipo que tem a personagem perfeita.
    Esse mostra uma mulher mais real.
    Acho que cobriu boa parte dos furos e que deixou um bom gostinho de quero mais.
    Mas o palavreado não me agradou muito, acredito que não precisava ser tão chulo.
    Mas é um bom livro apesar disso.

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo seu comentário, sua opinião é muito importante para deixar o blog na ativa! :D
Não precisa deixar o link do seu blog, caso tenha, pois farei questão de retribuir a visita.
Boa leitura!