6.4.16

[Primeiro Episódio] The Fall

Ano: 2013
Duração: 60 minutos
Criador: Allan Cubitt
País: Irlanda do Norte
Gêneros: Suspense e Criminal
Número de Episódios: 5
Nota: 

SINOPSE:
 Um assassino em série aterroriza a região de Belfast. Após vários dias sem conseguir prender o criminoso, as autoridades da Irlanda pedem ajuda à polícia de Londres, que escolhe a detetive Stella Gibson (Anderson) para assumir o comando das investigações. A história é narrada pelo ponto de vista da detetive e do assassino.

 Stella Gibson é chamada para revisionar a investigação do assassinato de Alice Moore, mas percebe ligação do caso com outro ocorrido. Infelizmente, seu superior não permite que ela siga em frente nessa ligação entre os casos, deixando o suspeito do crime de Alice Moore como o suspeito principal e único.
 Em paralelo, acompanhamos o cotidiano do psiquiatra Paul Spector. Ele possui uma família linda. Sua esposa é enfermeira e eles possuem dois filhos pequenos, uma menina e um menino. Durante algumas noites, ele fica fora de casa durante a noite dando a desculpa de que tem trabalho extra, mas na realidade ele invade a casa de uma guria que mora sozinha. Isso vai além quando ele leva uma peça íntima da guria.

 Comecei o capítulo estranhando as tomadas de cena e ficando bastante agoniado com a aparição Paul Spector - que é interpretado pelo lindo, e charmoso, Jamie Dornan - numa casa silenciosa e a sua presença por si só já provoca reboliços no estômago (não me perguntem o porquê!). Com o passar dos minutos me acostumei e fiquei na torcida extrema para que o que eu estava pensando sobre o personagem Paul não ser verdade. Ele tem um hábito muito estranho e assustador. Stalker seria uma palavra fichinha para o descrevê-lo. E todo o cenário é ainda mais assustador porque o maldito personagem é PSIQUIATRA!
 A maneira como ele reage a certos estímulos e disfarça completamente é digno de um real serial killer em sua perseguição por vítimas. Isso é algo desconfortável de assistir, pois são em cenas onde ele está interagindo com seus filhos pequenos.
 Sua esposa é enfermeira num centro neonatal. É bem centrada e parece não prestar muita atenção no marido depositando mais nos filhos. A imagem de família "perfeita" fica presente no decorrer de todo o episódio.
 Stella Gibson é uma detetive bastante solitária e extremamente centrada em seu trabalho. Tive a impressão de que o que ela deseja sempre consegue, mais cedo ou mais tarde.
 Um detalhe que me identifiquei foi que ao acordar Stella anota o seu sonho. Eu possuía esse hábito antigamente e vê-lo retratado foi algo inédito para mim num seriado. <3
 Para um episódio piloto o final foi surpreendentemente agonizante e frustrante. Estou bastante curioso com a série. Desejo saber se Stella está mesmo certa em relacionar os casos ou só teve uma opinião divergente dos demais colegas de trabalho. Continuarei assistindo principalmente porque é uma minissérie, possui somente 5 capítulos essa primeira temporada.



LEIA OUTROS POSTS:

0 comentários:

Postar um comentário

Muito obrigado pelo seu comentário, sua opinião é muito importante para deixar o blog na ativa! :D
Não precisa deixar o link do seu blog, caso tenha, pois farei questão de retribuir a visita.
Boa leitura!